A libertação dos ucranianos do cativeiro da Federação Russa

O Comissário da Verkhovna Rada da Ucrânia para os Direitos Humanos, Dmytro Lubinets, pode conduzir reunião com a ombudsman russa Tatyana Moskalkova no período de 12 a 14 de janeiro. Isso foi relatado por Moskalkova, escritor de mídia propagandística.

Ela disse que supostamente discutiu a possibilidade de tal encontro na Turquia com Lubinets.

O ombudsman ucraniano também escreveu no Telegram um dia antes que planeja se encontrar com Moskalkova na Turquia, mas não deu uma data específica. Segundo ele, o evento deve acontecer “em alguns dias”.

Veja também: Intercâmbio depois do Natal: 50 ucranianos voltaram para casa

Então Dmitry Lubinets também lembrou que a questão principal seria libertação do cativeiro russo de nossos heróis e heroínas. Separadamente, as partes falarão sobre a possibilidade de devolver para casa civis feitos reféns por invasores russos durante detenções em massa nos territórios temporariamente ocupados da Ucrânia.

“Os planos são ambiciosos. Não sabemos como o lado russo se comportará. No entanto, primeiro recebemos sinais positivos de que eles estão prontos para considerar esta questão. Observo que, de acordo com as Convenções de Genebra, não podemos trocar civis. Civis da Federação Russa deve ser libertado!” – enfatizou o Comissário da Verkhovna Rada para os Direitos Humanos.

Anteriormente Dmitry Lubinets criticou a ONU por uma postura neutra de mediação sobre a investigação do ataque terrorista em Olenivka.



Deixe uma resposta