Apoio à Ucrânia – Após o ataque ao Dnieper, os Estados Unidos buscam ajudar a derrubar mísseis balísticos russos

O vice-secretário de Defesa dos EUA para Assuntos Políticos, Colin Kahl, durante uma reunião com jornalistas ucranianos em Kyiv, disse que os Estados Unidos estão pensando em como ajudar a Ucrânia a derrubar mísseis balísticos russos. Um deles atingiu um prédio alto no Dnieper no dia anterior. A informação é do jornal europeu Pravda.

“Desde o início, nossa assistência militar no contexto da defesa aérea concentrou-se na avaliação das necessidades da Ucrânia naquele momento”, disse Kahl.

Segundo ele, o lado americano agora está focado em fornecer às forças de defesa aérea ucranianas projéteis para os sistemas Hawk e Buk, e também mencionou a transferência dos sistemas Patriot pelos Estados Unidos e Alemanha, que “ajudarão especialmente na defesa contra ataques balísticos mísseis”.

“(Também estamos discutindo) a maneira como os russos estão transformando mísseis de defesa aérea em mísseis balísticos. Continuaremos monitorando isso”, disse o funcionário do Pentágono.

O porta-voz do Pentágono lembrou que no dia 20 de janeiro será realizada uma reunião do Grupo de Contato para a Defesa da Ucrânia na base aérea de Ramstein, na Alemanha.

“A defesa aérea continua sendo a prioridade número um. A segunda é garantir que a Ucrânia tenha blindagem suficiente para continuar a manter a iniciativa no campo de batalha. Mas a defesa aérea é a número um”, acrescentou.

Veja também: A vice-secretária de Estado Wendy Sherman visitou a Ucrânia

Lembre-se, anteriormente foi relatado que a consequência da tragédia no Dnieper, residente de Mariupol, Ruslana Babkina, provavelmente perdeu praticamente toda a sua família – irmã, avó e mãe, que foi libertada do cativeiro russo apenas em outubro. O pai da mulher ainda é mantido em cativeiro pelos russos.



Deixe uma resposta