Assistência à Ucrânia – a Comissão Europeia planeja enviar dinheiro trimestralmente

A Comissão Europeia planeja transferir 4,5 bilhões de euros para a Ucrânia a cada trimestre durante 2023. A afirmação foi feita pelo Vice-Presidente Executivo da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, em conferência de imprensa após a reunião dos Ministros da Economia e Finanças da UE, informa o finance.ua.

“Estamos avançando na prestação de assistência macrofinanceira à Ucrânia em 2023, conforme acordado na reunião de dezembro. Em nome da UE, assinei um memorando de entendimento definindo os termos e condições para o reembolso deste empréstimo. Eles incluem as reformas da Ucrânia na luta contra a corrupção, fortalecendo o estado de direito e o setor de energia. O primeiro desembolso de 3 bilhões de euros foi feito hoje sem condições para ajudar a Ucrânia a atender às suas necessidades financeiras mais urgentes”, disse Dombrovskis.

Segundo ele, os termos de reembolso do empréstimo podem ser discutidos adicionalmente. A UE terá em conta que existe uma guerra na Ucrânia e, consequentemente, avaliará as realizações do país na implementação das reformas necessárias.

“A ajuda à Ucrânia é uma reação à agressão russa, as receitas financeiras são necessárias para a estabilidade e previsibilidade do país. Isso é exatamente o que as autoridades ucranianas observaram: eles precisam de fluxos financeiros estáveis, e poderemos fornecer isso com o programa MFD +, que cobrirá uma parte significativa das necessidades financeiras gerais da Ucrânia. Outros doadores também desempenham o seu papel”, afirmou o vice-presidente executivo da Comissão Europeia.

Veja também: Fraudadores oferecem aos ucranianos tipos falsos de assistência: como se proteger

O Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, teria dito que A Europa está à frente dos Estados Unidos em termos de ajuda à Ucrânia. Segundo ele, a assistência total a Kyiv de instituições europeias e países da UE está se aproximando de 50 bilhões de euros.



Deixe uma resposta