Ataques em Rafah – Borrell pede aos países ocidentais que parem de fornecer armas a Israel


O chefe da política externa da UE, Josep Borrell, apelou à comunidade internacional, e em particular aos Estados Unidos, para que parem de fornecer armas a Israel à luz do crescente número de vítimas civis na Faixa de Gaza.

“Todo mundo está indo para Tel Aviv e implorando, por favor, proteja os civis, não mate tantos. Quanto é muito? Se você acha que muitas pessoas estão sendo mortas, talvez devesse fornecer menos armas para evitar que tantas pessoas morressem?” – disse Borrell durante uma reunião de ministros da UE em 12 de fevereiro, informa o POLITICO.

VOCÊ ESTÁ INTERESSADO

Borrell observou que um tribunal na Holanda ordenou em 12 de fevereiro que o governo parasse de fornecer componentes para caças F-35 a Israel.

Os comentários de Borrell foram feitos depois que o presidente dos EUA, Joe Biden, disse na semana passada que a resposta de Israel ao Hamas na Faixa de Gaza “excedeu todas as expectativas”. O número de mortos nos bombardeamentos israelitas em resposta aos ataques do Hamas em 7 de Outubro ultrapassou os 28 mil, segundo as autoridades de saúde de Gaza.

VOCÊ ESTÁ INTERESSADO

Recordemos que na noite de 12 de Fevereiro, Israel anunciou que tinha conseguido libertar dois reféns do cativeiro de militantes do Hamas. A operação ocorreu enquanto as Forças de Defesa de Israel conduziam ataques aéreos à cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza. Anteriormente, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, disse que, dada a pressão internacional, faltava apenas um mês para concluir a operação em Rafah destinada a destruir o Hamas.

Notou um erro?

Selecione-o com o mouse e pressione Ctrl+Enter ou Enviar um bug



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *