Christian Horner foi aconselhado a renunciar ao cargo de chefe da equipe Red Bull em meio a alegações de “comportamento impróprio”


O mundo da Fórmula 1 se prepara para outra notícia sísmica, já que a Red Bull lançou uma investigação interna sobre as acusações contra o chefe da equipe Christian Hornercom relatórios agora sugerindo que ele foi convidado a renunciar voluntariamente ao seu cargo.

A natureza das alegações permanece envolta em ambiguidade. No entanto, relatórios do De Telegraaf e do F1-Insider.com sugerem um “comportamento que ultrapassou os limites” em relação a um funcionário da empresa. Red Bull equipe.

Agora, Outlet alemão Motorsport-Total.com relata que um dossiê supostamente contendo provas incriminatórias contra Horner diz-se que está com Red Bullsede em Fuschl, Áustria. Este documento está no centro da revisão interna em curso, com Red Bullalto escalão do governo deliberando sobre os próximos passos e possíveis repercussões para Horner.

Em meio a essa turbulência Motorsport-Total. com indique aquilo Horner foi informalmente encorajado a renunciar voluntariamente ao seu cargo. No entanto, ele resistiu a essas sugestões. As especificidades destas alegações, embora conhecido pelo Motorsport-Total.coma publicação alemã optou por retê-los para proteger a privacidade de todos os indivíduos envolvidos.

Outro jornal alemão, Fototambém relataram que Horner enviou fotos ‘inapropriadas’ para um membro do Red Bull funcionários.

A Associated Press ofereceu uma imagem diferente ao sugerir que as alegações estão realmente relacionadas ao seu estilo de gestão agressivomas não ofereceram nenhum contexto adicional sobre o que isso poderia significar.

Apesar da gravidade destas acusações, o princípio da presunção de inocência continua a ser central no processo de investigação. Hornerentretanto, nega as acusações e professa a sua inocência a De Telegraafmas não oferece mais comentários e da mesma forma com Red Bull.

Até Helmut Marcoo franco conselheiro da equipe de corrida, recusou-se a comentar quando foi questionado sobre o desenrolar dos acontecimentos.

Luta interna na Red Bull

Este desenvolvimento surge no contexto de uma luta interna pelo poder na Red Bull, nomeadamente entre Horner e Red Bulldo consultor de automobilismo, Helmut Marko, um conflito relatado pela primeira vez em outubro de 2023.

Curiosamente, em janeiro, Red Bull anunciou uma extensão do Marcocontrato até o final de 2026, sugerindo uma resolução temporária para suas divergências internas.

“Após as recentes alegações que vieram à tona,” Red Bull GmbH disse em um comunicado. “A empresa lançou uma investigação independente. Este processo, que já se encontra em curso, está a ser conduzido por um advogado externo especializado.

“A empresa está levando esse assunto muito a sério e a investigação será finalizada o mais rápido possível. Não seria apropriado comentar mais neste momento.”


Motor esporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *