FIA rejeita formalmente pedido de superlicença de F1 da Herta

Herta estava sendo escalado pela Red Bull para ocupar um lugar na AlphaTauri em 2023, com a equipe aberta a uma oferta da Alpine para assumir o contratado Pierre Gasly.

No entanto, os planos da gigante de bebidas energéticas dependiam de Herta receber a superlicença obrigatória de F1 que ele precisa para competir em corridas de grande prêmio.

Os regulamentos da F1 exigem que ele tenha 40 pontos de superlicença de outras categorias e, no final da temporada de 2022, ele tinha apenas 32 pontos.

Mas com sua forma vencedora na IndyCar e sucesso em outras séries, que incluíram ser vice-campeão na corrida pelo título da Indy Lights em 2019, a Red Bull sentiu que tinha as habilidades e a experiência necessárias para correr na F1.

Um argumento de que ele merecia dispensa foi que sua última temporada na Indy Lights lhe daria os pontos necessários para a superlicença se o campeonato tivesse uma entrada maior – algo que estava fora do controle de Herta.

No entanto, em meio a algum desconforto das equipes de F1 sobre o impacto que a isenção de Herta teria em outras categorias de juniores, o assunto tornou-se extremamente político.

O chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto, foi sincero no Grande Prêmio da Itália quando disse: “Acho que força maior não pode ser usada para Herta. Essa será uma abordagem completamente errada. Os regulamentos estão em vigor para proteger nosso esporte e garantir que estamos fazendo o processo e as escolhas certas para o nosso próprio esporte”.

Colton Herta, Andretti Autosport com Honda Curb-Agajanian

Colton Herta, Andretti Autosport com Honda Curb-Agajanian

Foto por: Jake Galstad / Motorsport Images

Esses comentários provocaram uma resposta da FIA sobre não se curvar a pressões externas em qualquer decisão que pudesse tomar.

“A FIA não será pressionada por nenhuma equipe a tomar decisões sobre questões como pontos de superlicença. O presidente da FIA implementou uma governança robusta e vamos cumprir isso”, disse um porta-voz.

Em meio a crescentes indicações, no entanto, de que a FIA rejeitaria o pedido, a Red Bull optou por abandonar a perseguição de Herta por enquanto.

Herta, em vez disso, cumprirá o último ano de seu contrato com a Andretti na IndyCar em 2023 antes de considerar seus próximos passos.

Enquanto Herta estava ciente de que seu sonho na F1 havia acabado por enquanto, a FIA anunciou formalmente que o pedido de isenção de superlicença foi rejeitado.

Um porta-voz da FIA disse: “A FIA confirma que uma investigação foi feita através dos canais apropriados que levaram a FIA a confirmar que o piloto Colton Herta não tem o número necessário de pontos para obter uma superlicença da FIA.

“A FIA revisa continuamente seus regulamentos e procedimentos, inclusive no que diz respeito à elegibilidade de superlicenças, com os principais fatores sendo considerados em relação a este tópico sendo segurança, experiência e desempenho no contexto da via”.

Leia também:

Deixe um comentário

https://linkmycontent.com/wp-content/uploads/situs-judi-slot-gacor-gampang-menang/

https://threeguru.com/wp-content/uploads/situs-slot-gacor-gampang-menang/

https://www.padslakecounty.org/wp-content/uploads/rekomendasi-situs-slot-gacor-gampang-menang/

https://sandpointmedspa.com/wp-content/uploads/bocoran-situs-slot-gacor-gampang-menang/

https://ihmcathedral.com/wp-includes/daftar-situs-slot-gacor-gampang-menang/

https://irisprojects.com/daftar-judi-slot-online-jackpot-terbesar/

www.techeasypay.com/slot-gacor-online-gampang-menang

https://www.clinicavalparaiso.cl/kumpulan-situs-slot-gacor-terbaik-gampang-menang-resmi/

https://www.forumartcentre.com/wp-includes/slot-gacor/

https://lawschoolsecretstosuccess.com/wp-includes/slot-gacor/

https://threeguru.com/wp-includes/link-situs-slot-gacor/