‘Morte a Israel’ canta enquanto o aiatolá lidera um grande funeral para o presidente ‘açougueiro’ do Irã morto em acidente de helicóptero

MULTIDÕES lideradas pelo líder do Hamas, Ismail Haniyeh, gritavam “morte a Israel” antes do funeral do falecido presidente do Irã, Ebrahim Raisi, esta manhã.

Os residentes de Teerã foram hoje instados pelas autoridades a comparecer ao funeral do “mártir do serviço”, enquanto enormes faixas eram erguidas saudando os caídos.

Dezenas de milhares de pessoas em luto enchem as ruas da capital do Irão

2

Dezenas de milhares de pessoas em luto enchem as ruas da capital do IrãoCrédito: EPA
Iranianos seguram retratos de Raisi enquanto choram durante procissões fúnebres em Teerã

2

Iranianos seguram retratos de Raisi enquanto choram durante procissões fúnebres em TeerãCrédito: EPA

O Irão, sob a liderança de Raisi, armou o selvagem grupo militante durante a sua guerra sangrenta em curso com Israel na Faixa de Gaza.

O líder sênior do Hamas, Haniyeh, disse hoje aos iranianos reunidos antes do funeral do falecido presidente sobre quando ele conheceu Raisi em Teerã.

Ele disse: “Venho em nome do povo palestino, em nome das facções de resistência de Gaza… para expressar nossas condolências”.

Dezenas de milhares de iranianos encheram as ruas da capital do Irão esta manhã para se juntarem às procissões fúnebres de Raisi – e de sete membros da sua comitiva – que morreram num acidente de helicóptero no domingo.

Pessoas em luto foram vistas segurando retratos do “Açougueiro” Raisi no centro da cidade, perto da Universidade de Teerã, onde o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, está hoje conduzindo orações.

Enormes faixas foram penduradas na capital saudando o falecido presidente como “o mártir do serviço”, enquanto outras se despediam do “servo dos desfavorecidos”.

Os residentes de Teerã receberam mensagens telefônicas instando-os a “comparecer ao funeral do mártir do serviço”.

O helicóptero das autoridades caiu em uma montanha envolta em neblina no norte do Irã, enquanto o grupo voltava para casa depois de participar da inauguração de um projeto de barragem na fronteira do Irã com o Azerbaijão.

O pessoal de busca e resgate, auxiliado pela Turquia, Rússia e União Europeia, trabalhou durante a noite em condições de nevasca para tentar localizar o helicóptero e o presidente desaparecidos.

A televisão estatal anunciou a morte de Raisi na manhã de segunda-feira.

Esperava-se que o ex-presidente, de 63 anos, sucedesse Khamenei, de 85 anos, como líder supremo.

Planos funerários para The Butcher

FUNCIONÁRIOS delinearam o plano para um funeral de três dias para o presidente iraniano Ebrahim Raisi, que morreu em um acidente de helicóptero no domingo.

O funeral será dividido em várias etapas, com a primeira cerimónia a começar na terça-feira.

Aqui está uma análise dos elaborados planos funerários:

  1. A primeira cerimônia começa às 9h30, horário local (7h, horário do Reino Unido) de terça-feira, na cidade de Tabriz, no noroeste.
  2. O corpo de Raisi é transferido para a cidade religiosa de Qom
  3. Uma segunda procissão começa em Qom às 16h30, horário local (14h, horário do Reino Unido)
  4. Os corpos de Raisi e outros mortos no acidente de helicóptero são levados para Teerã
  5. O Líder Supremo Ali Khamenei lidera orações congregacionais durante uma cerimônia fúnebre oficial
  6. O corpo de Raisi é transferido para Birjand na manhã de quinta-feira
  7. O corpo do presidente é levado para Mashhad, sua cidade natal, onde será enterrado no santuário do oitavo imã xiita Reza na noite de quinta-feira.

Mais a seguir… Para obter as últimas notícias sobre esta história, volte sempre ao The Sun Online

Thesun.co.uk é o seu destino preferido para obter as melhores notícias de celebridades, histórias da vida real, fotos de cair o queixo e vídeos imperdíveis.

Curta-nos no Facebook em www.facebook.com/thesun e siga-nos em nossa conta principal do Twitter em @O sol.



Fonte TheSun