Motorista de aplicativo tem celular destruído por transexual por causa de música evangélica no carro


Um motorista de aplicativo foi agredido e teve o celular destruído por uma transexual durante uma corrida na madrugada de terça-feira (16), na cidade de Londrina, no norte do Paraná.

A situação foi parar na Central de Flagrantes, e o motorista de aplicativo relatou sobre toda a situação. De acordo com o motorista, a transexual entrou no carro já batendo a porta e ele informou que ela não precisava fechar a porta tão forte. Na sequencia ele iniciou a corrida e estava ouvindo louvo, porém o som estava baixo. Na sequencia a transexual começou a falar que não gostava de crente e que era para desligar a música pois ela não era obrigada a ouvir músicas de crente. O motorista de aplicativo então desligou o som, mas a transexual continuou reclamando que não gostava de crente.

O motorista seguiu com a corrida e a transexual falou que ia colocar as músicas dela. Na sequencia a transexual continuou a ofender a religião do motorista, teria surtado e tomou o celular do motorista de aplicativo. Ela desceu do carro e jogou o celular do motorista no chão que ficou completamente destruído. Na sequencia o motorista tentou segurar a transexual, mas ela acabou fugindo.

O motorista de aplicativo com outro aparelho celular conseguiu logar na conta e descobrir as informações da transexual. Na sequencia ele acionou a Polícia Militar que foi até a residência. Na casa, os policiais pediram para que ela saísse para que acompanhasse os policiais até a delegacia para a confecção do boletim de ocorrência. A transexual iniciou uma série de xingamentos e ofensas aos policiais que deram voz de prisão por desacato e desobediência. Ela foi detida e encaminhada para a Central de Flagrantes onde assinou um termo circunstanciado e foi liberada.


Plantão 190

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *