NEURC considerou 2,5 mil reclamações sobre apagões injustos

Desde o início do período de aquecimento, a Comissão Nacional de Regulação Estatal nas Esferas Energéticas e Cujos Servidores considerou 2,5 mil reclamações sobre falta de energia abusiva. Isso foi relatado no site do regulador.

“Desde novembro do ano passado, o regulador considerou mais de 2,5 mil recursos e reclamações de consumidores de todas as regiões do país onde são aplicados os esquemas de falta de energia.

A Comissão presta especial atenção ao trabalho com SROs para garantir que eles cumpram os princípios de justiça social e não discriminação ao programar interrupções de energia. Em particular, o NEURC exerce controle estatal sobre o cumprimento do DSO com a legislação energética e as condições de licenciamento, inclusive por meio de inspeções no local não programadas”, diz o relatório.

Na próxima reunião, em 25 de janeiro, o NEURC analisará os resultados das inspeções de sete operadores do sistema de distribuição e as decisões apropriadas serão tomadas.

Anteriormente NEURC impôs multas à JSC “Vinnitsaoblenergo”, JSC “Chernivtsyoblenergo” e PJSC “Volynyoblenergo” por descumprimento dos horários de falta de energia aos consumidores. Também, pela primeira vez, multas foram aplicadas a seus dirigentes.

NO A DTEK, por sua vez, recusou-se a assumir a responsabilidade para uma distribuição justa dos horários de falta de energia e se ofereceu para desligar os vizinhos que têm mais luz para lidar com cooperativas habitacionais e condomínios.



Deixe uma resposta