Padrasto é preso suspeito de estuprar e matar a enteada de 1 ano


Na noite de segunda-feira (05) um homem de 22 anos foi preso suspeito de estuprar e matar a enteada, de 1 ano em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Segundo informações, a bebê foi encaminhada para um hospital mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. A criança tinha diversos ferimentos pelo corpo. A causa mortis ainda será confirmada pela perícia.

De acordo com a polícia, o padrasto entrou em contato com a tia da bebê alegando que a menina tinha se engasgado quando ele deu mamadeira para a criança. Ele estava cuidando da criança enquanto a mãe estava no trabalho. A tia foi até a residência e encontrou a bebê desmaiada e com vários ferimentos pelo corpo e correu para o hospital com a criança.

O padrasto que chegou no hospital posteriormente com a mãe da criança, foi detido pela Brigada Militar, que foi acionada pela equipe do hospital, já que os ferimentos sugeriam abuso sexual.

Após ser detido, o homem confessou ter agredido a bebê, mas negou o abuso sexual. Ele foi preso em flagrante por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e por ter sido praticado contra criança. Se confirmado o abuso sexual ele responderá também por estupro de vulnerável. O homem possui antecedentes criminais por lesão corporal, ameaça e vias de fato.


Plantão 190

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *