Restrição dos direitos de voto da Hungria na União Europeia – o primeiro-ministro eslovaco Fico sublinhou que não permitirá isso


16 de janeiro de 2024, 22h01

Fico garantiu a Orban que não permitiria que a Hungria fosse privada dos seus direitos de voto

©EPA-EFE/MARTIN DIVISEK

O primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, numa reunião com o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, em Budapeste, disse que o seu país não permitirá que os direitos de voto da Hungria na UE sejam limitados. Sita relata.

“Quanto à Hungria, existem propostas e resoluções que apelam mesmo à retirada dos direitos de voto ou de outras oportunidades importantes que um Estado-Membro da UE tem. Se eu for Primeiro-Ministro da República Eslovaca, nunca concordarei que o país seja punido por lutando pela sua soberania e interesses nacionais”, observou Fico.

Segundo ele, qualquer restrição desse tipo requer o consentimento de todos os estados membros da UE.

O chefe do governo eslovaco classificou a iniciativa de privar a Hungria do direito de voto de “um ataque ao país”. Segundo ele, alegadamente contradiz as opiniões sobre a importância da soberania e da protecção dos interesses nacionais de cada país membro da UE.

VOCÊ ESTÁ INTERESSADO

Anteriormente, foi relatado que o primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, pretende bloquear uma potencial decisão sobre a entrada da Ucrânia na Aliança do Atlântico Norte, uma vez que considera tal passo um caminho para a Terceira Guerra Mundial.

Notou um erro?

Selecione-o com o mouse e pressione Ctrl+Enter ou Enviar um bug



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *