Russos reclamaram das sanções da UEFA e da FIFA


16 de janeiro de 2024, 12h09

Na Rússia, queixaram-se da falta de vontade da FIFA e da UEFA em chegar a acordos

© Campeonato

O advogado desportivo russo, Mikhail Prokopets, queixou-se da relutância da FIFA e da UEFA em chegar a um acordo sobre a questão de permitir que os invasores participassem em competições internacionais.

“Infelizmente, percebemos que nem a FIFA nem a UEFA estão preparadas para quaisquer compromissos. Na verdade, os nossos clubes estão a ser punidos por algo que não é culpa deles. A formulação formal de exclusão das Taças dos Campeões Europeus e do Campeonato do Mundo é segurança. Está escrito corretamente lá está.

Mas quando começamos a dizer que vamos fazer jogos sem espectadores, na Turquia ou no Cazaquistão, fornecemos documentos desses países, onde dizem que concordam em receber. Eles dizem: “Bem, mais ou menos, não. Achamos que ainda é muito perigoso.” Embora não tenha havido incidentes em clubes ou seleções nacionais”, disse Prokopets.

Recordemos que a UEFA e a FIFA suspenderam no ano passado todos os clubes e selecções nacionais russos de torneios internacionais, incluindo os Campeonatos do Mundo e da Europa e as Taças Europeias de Clubes.

A Federação Russa também perdeu o direito de sediar torneios internacionais de futebol no seu território sob os auspícios de ambas as organizações.

A seleção russa disputa agora amistosos com seleções do Quirguistão, Tadjiquistão, Uzbequistão, Irã, Iraque, Camarões e Cuba.

VOCÊ ESTÁ INTERESSADO

Anteriormente, a Rússia anunciou que participaria no Congresso da UEFA.

Notou um erro?

Selecione-o com o mouse e pressione Ctrl+Enter ou Enviar um bug



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *