Tribunal especial para a Federação Russa – Kuleba agradeceu aos membros do Parlamento Europeu pela adoção da resolução

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmitry Kuleba, pediu a adoção pelo Parlamento Europeu de uma resolução na quinta-feira, 19 de janeiro, sobre estabelecimento de um tribunal especial sobre o crime de agressão contra a Ucrânia um passo importante para o julgamento da liderança russa.

“Agradeço aos membros do Parlamento Europeu por adotarem a decisão de estabelecer um Tribunal Especial para o crime de agressão contra a Ucrânia. Um passo importante em direção a um mecanismo legal para processar a liderança russa e prevenir tais crimes no futuro”, Kuleba disse em Twitter.

Anteriormente, o presidente da Letônia, Egils Levits, explicou por que é necessário criar um Tribunal para o Crime de Agressão da Federação Russa contra a Ucrânia. Segundo ele, isso não permitirá fugir dos padrões já construídos do direito internacional.

Veja também: Zelensky: depois de Davos, será criado um tribunal internacional para a Rússia

Mais de 100.000 processos criminais já foram registrados na Ucrânia por crimes cometidos por agressores russos. E por trás de cada um desses episódios está uma tragédia humana. A tarefa do nosso país é punir o número máximo de criminosos de guerra. Leia o artigo sobre quais mecanismos de justiça a Ucrânia pode envolver. Gunduza Mammadova “Será que 2023 trará mais perto a punição dos criminosos de guerra russos?”.



Deixe uma resposta